Consciência e Autoconsciência

1Timóteo 4:1-2
“O Espírito Santo afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns se desviarão da fé e darão ouvidos a espíritos enganadores e à doutrina de demônios, sob a influência da hipocrisia de pessoas mentirosas, que têm a consciência cauterizada.”

 É possível que não tenhas plena consciência do mundo a nossa volta, em todas as suas esferas.  No entanto, até onde podemos ver, nos tornamos conscientes daquilo que os nossos olhos e entendimento vêem, mas sempre a partir da nossa cosmovisão, ou “visão de mundo”. Criar conceitos, opiniões e consciência a partir dessa visão, torna-se tarefa fácil! Mas, e quanto a minha autoconsciência? Consciência de quem sou, como estou, o que faço! Qual a minha consciência a respeito de mim mesmo?     

Meditando a respeito da natureza adâmica e de alguns aspectos dessa natureza que ainda habita em mim, fui constrangida ao arrependimento! Quando Adão e Eva tiveram consciência da sua nudez, correram para esconder-se do próprio Deus. A consciência aponta a nudez, a autoconsciência aponta para a responsabilidade individual. E assim acontece com muitos de nós quando a natureza adâmica é revelada! Cabe a nós, a partir  da visão a  respeito de quem somos e de onde estamos, optar por fugir da presença de Deus por consciência de que pecamos contra Deus, ou nos apresentarmos ao Pai celestial e confessar os nossos pecados, em arrependimento, para sermos alcançados pelo perdão e restauração da parte de Deus. A nossa cosmovisão está sendo restaurada ou a natureza adâmica ainda é latente em mim? Desenvolvemos a autoconsciência de regeneração e de que podemos viver despidos da natureza adâmica e revestidos do novo homem, diariamente? (Ef. 4:17-19)         

Tenhamos todos nós, se nascidos de novo, uma autoconsciência a respeito de nós mesmos. Ajustemos a nossa cosmovisão à do Pai celestial, e assim veremos que já fomos restaurados na Cruz. Fomos reconciliados, e não precisamos mais andar escravos de uma mentalidade caída, mas desfrutar de uma mentalidade restaurada em Jesus, o Cristo!

Written by 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *